Consórcio do Nordeste pede ao Ministério da Saúde suspensão de voos internacionais

Fonte: Aratu Online

O Consórcio Nordeste, que é formado pelos nove governadores dos estados da região, solicitou ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a suspensão imediata de todos os voos com origem ou destino o Reino Unido, Dinamarca, Holanda e Austrália. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (23/12).

Os líderes estaduais citam profunda preocupação com a mutação do vírus, que já foi registrada no Reino Unido, como motivação para o pedido. No texto, que foi enviado na terça-feira (22/12), o grupo solicita, ainda, que todos os passageiros que desembarquem no país por meio de voos oriundos da Europa cumpram quarentena e testes para a Covid-19 durante o período.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“É com profunda preocupação que nós, os governadores do Nordeste do Brasil, recebemos a notícia de mutação do vírus causador da Covid-19 e da possibilidade que suas variantes sejam mais contagiosas e mais letais“, diz o consórcio, em carta assinada pelo governador Wellington Dias (PT-PI), presidente do grupo.

O Ministério da Saúde ainda não se manifestou sobre o pedido de suspensão, mas informou que a partir da próxima quarta-feira (30/12) entrará em vigor a restrição de entrada, por rodovias, portos e aeroportos, no Brasil, para estrangeiros de qualquer nacionalidade, de acordo com a Portaria 630/2020. Antes do embarque, os viajantes precisarão apresentar à companhia aérea um documento que comprove o resultado não detectável de teste laboratorial (RT-PCR) para a Covid-19.

Além disso, o ministério anunciou um novo protocolo para chegada de pessoas vindas do Reino Unido, como medidas de monitoramento e rastreamento de contatos de passageiros e tripulantes.