Salvador é ultrapassada por Fortaleza e deixa de ter o maior PIB da região Nordeste

Fonte: Bocão News

Pela primeira vez desde 2002, Salvador deixou o posto de cidade com o maior Produto Interno Bruto (PIB) da região Nordeste. Segundo levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a capital baiana foi ultrapassada por Fortaleza (CE) e, com isso, também caiu de 9º para 10º no ranking nacional dos municípios.

Os resultados, levantados em parceria com órgãos estaduais de estatística e secretarias de governo dos estados, são referentes a 2018. Neste ano, Salvador gerou R$ 63,5 bilhões de riqueza, enquanto a capital cearense alcançou os R$ 67 bilhões. Em relação a 2017, no entanto, quando fechou em R$ 62,8 bilhões, o PIB soteropolitano cresceu 1,1%.

Considerando somente as 27 capitais, a capital baiana caiu do 8º para o 9º maior Produto Interno Bruto. O município teve a oitava maior perda de participação no PIB brasileiro – de 0,95% em 2017 para 0,91% no ano seguinte.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o estudo, a perda de posição de Salvador se explica, em parte, pela retração nominal da indústria na cidade e, “de forma mais importante”, pela queda de participação do setor de serviços soteropolitano no país, na região e no estado.

Apesar das quedas, a capital ainda concentra boa parte de toda a riqueza produzida na Bahia, com 22,19%, seguida por Camaçari (8,32%) e Feira de Santana (5,13%).

Em 2018, o PIB de Salvador foi superior à soma do valor gerado pelas 362 cidades baianas com os menores índices, equivalente a 86,1% dos 417 municípios do estado.