Menino morre e outro fica ferido em incêndio na BA; testemunhas apontam explosão de celular como causa das chamas

Fonte: Ibahia

As circunstâncias do incêndio serão apuradas pela Polícia Civil. Sobrevivente foi levado para hospital

Um menino de 3 anos morreu e outro de 9 anos ficou gravemente ferido após um incêndio atingir o quarto onde eles estavam, na tarde desta sexta-feira (17), na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100km de Salvador.

As causas do incêndio ainda serão apuradas pela Polícia Civil, que investiga o caso, mas, segundo testemunhas, as chamas teriam começado após a explosão de um celular, que estava sendo carregado no local onde aconteceu o incêndio.

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia, as chamas começaram pouco depois das 14h30. O fogo atingiu um colchão, o guarda-roupas que estava próximo e as paredes do cômodo, que ficaram chamuscadas.

A casa fica no bairro Campo Limpo. Os bombeiros militares estiveram no local após serem acionados pelos moradores, mas, quando chegaram na residência, a população já havia conseguido apagar o incêndio e retirar os meninos do imóvel.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Foto: Reprodução/TV Subaé

Os dois foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas o garoto mais novo acabou não resistindo aos ferimentos e morreu no local. O corpo dele foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade.

Já o outro menino foi levado pelo Samu para o Hospital Estadual da Criança, que fica no bairro Brasília. Não há detalhes sobre o estado de saúde dele.

Em entrevista à TV Subaé, o delegado André Ribeiro, que registrou o caso, disse que o local deve passar por perícia para apurar as circunstâncias.

“A princípio um curto-circuito, mas ainda não sei informar se foi um telefone celular carregando ou algum outro tipo de curto-circuito. A polícia vai retornar ao local mais tarde, com outras ferramentas para poder fazer uma perícia mais elaborada. A gente não tem como averiguar ainda se foi por causa do celular porque a mãe não tem condições de prestar informações, se havia realmente o celular carregando. Não foi encontrado o celular e o carregador”, disse o delegado André Ribeiro.