‘Já deu o que tinha que dar’, afirma ACM Neto sobre o governo PT na Bahia

Fonte: Bahia.ba

Pré-candidato ao governo da Bahia criticou descaso da atual gestão estadual com o oeste do estado

Durante evento em Formosa do Rio Preto, o pré-candidato do União Brasil ao governo da Bahia, ACM Neto, criticou a falta de atenção da atual gestão estadual com a região oeste. Na ocasião, Neto pontuou que o legado deixado pelo PT após 16 anos na administração baiana não foi capaz de solucionar questões fundamentais para a população.

“Temos dois projetos principais que vão estar sob a avaliação dos baianos nesse ano de 2022. Um projeto que está aí há 16 anos e fez com que a Bahia chegasse, infelizmente, a ocupar posições lamentáveis em nosso país. Um projeto que já deu o que tinha para dar. Isso porque 16 anos é muito tempo, tempo suficiente para muita coisa acontecer. E o que aconteceu na Bahia nesse período? O que um projeto que nos governa há 16 anos nos deixa nesse momento, qual é o legado? A Bahia com a pior educação do Brasil, a Bahia campeã nacional do número de homicídios, batendo recorde, ano após ano, a Bahia se tornou campeã nacional do desemprego”, detalhou.

O ex-prefeito de Salvador destacou ainda a dificuldade que os baianos têm quando precisam de acesso ao serviço de saúde pública.

“Quando a gente olha para a saúde pública, a gente vê o drama das pessoas que são obrigadas a esperar na fila da regulação e morrem antes de conseguir um internamento no hospital, e o governador ainda tem coragem de dizer que ninguém morre esperando por um atendimento médico na Bahia”, afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Educação, saúde, segurança e emprego. Tudo isso é essencial. Tudo isso tem a ver com a vida das pessoas. Aquilo que é essencial, aquilo que importa na vida das pessoas. Hoje a situação é lamentável”, disse durante o encontro com lideranças políticas locais e a população.

O ex-prefeito de Salvador destacou que em sua pré-campanha a governador tem caminhado por toda a Bahia para entender as peculiaridades de cada região a fim de criar soluções inteligentes e práticas, que realmente vão fazer diferença no dia-a-dia da população baiana.

“O nosso projeto olha para frente. Enxerga o futuro e quer oferecer à Bahia um novo momento político”, salientou. “Queremos mudança, um governo que coloque a Bahia em primeiro lugar na educação desse país. Que coloque nosso estado em primeiro lugar na atração de investimentos e no enfrentamento à violência. Dando, assim, segurança e tranquilidade para o nosso povo”, reforçou.

Região oeste
O pré-candidato ao governo destacou que a região oeste é uma das grandes produtoras agrícolas do estado, e precisa de atenção para promover ainda mais desenvolvimento, oferta de trabalho e renda para toda a população. Neto enfatizou que, caso seja eleito, pretende fazer um governo de proximidade, com compromisso de trabalhar todo o potencial que a região tem.

“Aqui no Oeste existe um sentimento de esquecimento, de distanciamento do governo estadual das soluções necessárias para melhorar a vida do nosso povo. O meu compromisso com o Oeste da Bahia é fazer um governo de proximidade, de trazer o governo para dentro da região. O meu compromisso é o de enxergar o potencial extraordinário dessa região como uma das mais importantes fronteiras agrícolas de todo o Brasil”, pontuou.