Multa e CPF bloqueado: saiba como evitar problemas com atraso da declaração do Imposto de Renda

Fonte: Ibahia

Contribuintes têm até 31 de maio para entregar declaração do imposto

O prazo para a declaração do imposto de renda termina na próxima semana, dia 31 de maio. Até então, mais da metade dos 34,1 milhões de contribuintes esperados já fez o registro no sistema da Receita Federal. Mas para aqueles que ainda vão fazer o processo, é preciso estar atento a data limite para evitar problemas.

O contador Roberto Francisco, ressalta a importância de se fazer o processo no período estipulado pela Receita Federal. Segundo ele, caso o contribuinte não cumpra com o exigido, além de multa, ele pode ter o CPF bloqueado.

“O primeiro ponto sobre a importância de se entregar a declaração do imposto de renda dentro do prazo estipulado pela Receita Federal, é o fato da pessoa física não ter que pagar multa de R$165 reais e alguns centavos. E o segundo ponto, é que se a pessoa não enviar a declaração, em algum momento ela pode ter seu CPF bloqueado, e aí ela não vai conseguir acessar conta corrente, vai ter o acesso a dados bancários negados até que ela faça a regularização do imposto de renda”, explicou.

Entre os que devem prestar contas estão aqueles que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559 reais no ano de 2021. O valor inclui salários, aposentadorias, pensões e aluguéis.

Para quem vai declarar o imposto pela primeira vez ou ainda não o fez, é preciso fica atento para não cair na malha fina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda segundo Roberto Francisco, o mais indicado para quem vai declarar imposto de renda é ter ajuda, mesmo para quem for fazer o processo sozinho.

“O mais indicado para quem nunca fez uma declaração de imposto de renda sozinho é que procure um profissional de contabilidade, ou procure os núcleos de apoio fiscal e de contábeis das universidade públicas e privadas. Elas oferecem ajuda, tem um serviço de apoio para quem vai declarar Imposto de Renda e nunca fez. Vai lá, tira as dúvidas, eles esclarecem e ensinam o passo a passo de como é que deve ser feito, de forma que você não vá fazer errado”, disse.

Ele explique também, que caso a declaração seja feita de forma errada, o contribuinte pode cair na malha fina.

“Embora seja simples, tem algumas particularidades da Receita Federal, no Imposto de Renda, que se a pessoa errar, ela vai cair na malha fina”, afirmou.

Ao todo, a Receita Federal espera receber cerca de 34 milhões de declarações este ano, mesmo número de documentos recebidos em 2021. Na Bahia são esperados aproximadamente 1,3 milhão de documentos.