Serrinha: Homem acusado de matar esposa grávida é condenado a 43 anos e 10 meses de prisão

Fonte: Ibahia

Adilson Prado Júnior foi julgado na quinta-feira (8), pela morte de Daiane do Reis

Um homem acusado de matar a esposa grávida, em dezembro de 2017, em Serrinha, a cerca de 180km de Salvador, foi condenado a 43 anos e 10 meses de prisão, em regime fechado. Adilson Prado Júnior foi julgado na quinta-feira (8), acusado de ter matado Daiane dos Reis.
Adilson foi condenado por homicídio qualificado, com agravante do feminicídio, e por abordo. A vítima estava grávida de 9 meses e foi encontrada morta um dia antes do previsto para dar á luz.

O homem chegou a denunciar o desaparecimento da esposa e ajudou a polícia nas buscas por ela, que estava desaparecida até então.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Depois que as investigações descobriram que Daiane saiu de casa pela última vez na companhia de Adilson, o homem confessou que matou a mulher com um tiro na nuca. Ele teria enganado a esposa com a informação de que mostraria um terreno que queria comprar.
Adilson está preso desde a confissão. O julgamento foi feito no Fórum Luiz Viana Filho. Ao todo, sete pessoas – entre elas o réu – foram ouvidas.