Irmãs gêmeas são aprovadas para cursar medicina em mais de 30 faculdades públicas

Fonte: Bahia.ba

Com muitas opções, Samyra e Sarah decidiram pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

Com a nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), as gêmeas baianas, Sarah e Samyra Aramuni, foram selecionadas para cursar medicina em mais de 30 faculdades públicas do Brasil. Com tantas opções, elas decidiram pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Após avaliação da nota do Enem, elas ficaram em segundo e terceiro lugares.

“Ainda não caiu a ficha, mas é realmente muito gratificante porque só a gente sabe tudo que estudou, levantar todos os dias para estudar. A gente estava 100% online então ninguém ficava no nosso pé e a gente estudava”, relatou Samyra Aramuni.

Entre as 30 universidades que elas poderiam estudar estão: Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Universidade Federal do Maranhão (UFMA). O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) permite a inscrição em apenas duas delas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ainda crianças, Sarah e Samyra já começavam a sonhar com o curso. “Desde muito pequenas, já falávamos que queríamos ser médicas, mas ainda era algo muito infantil. No Ensino Médio, começamos a ler sobre a grade curricular e assistíamos a vídeos de pessoas que cursaram. Decidimos, então, que era isso mesmo que queríamos. Cada uma de nós confirmou a ideia de forma individual, mas existia um desejo de ambas. Hoje, sinto uma mistura de medo, alegria, ansiedade e surpresa. Nunca achei que passaríamos em uma faculdade tão concorrida. Estamos vivendo um momento excepcional”, conta Sarah Aramuni.

Para alcançar o objetivo, elas tinham uma rotina intensa de estudo, que chegava a dez horas diárias. Afinal, a realização do sonho de ser médica tinha que se concretizar através de uma faculdade pública.

“Um curso com 50% desconto era R$ 5 mil a mensalidade, então eu não tinha outra forma”, disse Sarah.