Apenas uma redação tirou mil pontos na Bahia; estudantes pedem revisão da prova nas redes sociais

Fonte: Aratu Online

Dentre outros alunos com nota mil, três são de Pernambuco e um é do Ceara

Um único estudante baiano recebeu a nota máxima na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Anísio Teixeira (Inep). A nota enviada pelo órgão nesta quinta-feira (10/2) contabiliza cinco candidatos que receberam mil pontos pela escrita no nordeste, que teve como tema “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”, na versão manual e digital da prova na primeira aplicação, e “Reconhecimento da contribuição das mulheres nas ciências da saúde no Brasil”, na reaplicação.

Dentre outros alunos com nota mil, três são de Pernambuco e um é do Ceara. O Inep alerta que não passa informação sobre os candidatos, apenas se eles desejarem, e o estudante baiano ainda não respondeu se aceita a divulgação. O órgão também não divulgou a quantidade de alunos com nota máxima em outras regiões do Brasil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

REVISÃO

Ainda segundo o Inep, diversos estudantes estão alegando erro na correção das questões e da prova de redação do exame. Vários deles apontam um “déficit discrepante” em todas as provas objetivas e na prova de redação das duas versões do exame. Na prova de redação do Enem 2021, vários estudantes alegaram “queda drástica” na pontuação da prova do exame.

A hashtag “Revisa Inep” chegou a figurar entre as mais comentadas do twitter. As pessoas alegaram que acertaram cerca de 30 a 45 questões e tiveram notas por volta de 300 e 400 pontos, acreditando que a nota deveria ficar entre 690 a 800 pontos. O Aratu On explica que cada questão tem um peso diferente, que depende da quantidade de pessoas acertou aquela questão e do número de questões acertadas do próprio candidato.