Motorista de vereador de Salvador esfaqueia sobrinho da mulher em festa de aniversário

Fonte: Correio24horas

Crime aconteceu no Engenho Velho de Brotas

O motorista do vereador de Salvador Átila do Congo (Patriota) esfaqueou o sobrinho da companheira dele na madrugada deste domingo (30), no bairro de Engenho Velho de Brotas. O fato aconteceu durante um aniversário na casa onde o acusado, de prenome Leandro, vivia com a mulher, uma técnica de enfermagem.

A vítima, de 32 anos, ficou ferida após luta corporal com Leandro. “Ele tentou tomar a faca do companheiro de minha tia, que insistia para ela abrir a porta do quarto. Ele trabalha dirigindo para Átilla há anos”, contou a prima da vítima.  O homem sofreu um corte na barriga. Durante a briga, o filho dele, um garoto, sofreu algumas escoriações.

Moradores ficaram revoltados com a situação e depredaram o carro do motorista. O acusado desapareceu antes da chegada da polícia. A reportagem tenta falar com o vereador, mas sem sucesso. O acusado trabalha com Átilla do Congo há mais de dez anos.

Carro
O caso foi na Rua Monte Belém do Meio, na casa da técnica de enfermagem, por volta das 4h30. Na hora, todos comemoravam os 17 anos de uma das sobrinhas da mulher de Leandro. “Estava todo mundo tranquilo, na paz, mas ele (Leandro), que é acostumado a beber só cerveja, estava tomando vodka no gargalo que a gente separou para os drinks”, contou a aniversariante.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ela disse que a tia passou a reclamar do barulho, pois já era madrugada, o que provocou a ira do motorista do vereador. “Ele começou a se exaltar, a gritar, então a minha tia foi para o quarto e se trancou. Ele começou a bater e chutar a porta, o que deixou ela apavorada, pois ele nunca tinha a agredido. Assustada, ela ligou para a polícia”, relatou a adolescente.

Foi nesse momento em que Leandro já estava com uma faca na mão, adquirida na cozinha, e voltou insistir para que a companheira abrisse a porta. “Nesse momento, meu primo parte para cima dele, para pegar a faca e acabou sendo ferido”, contou ela.

(Foto: Bruno Wendel/CORREIO) 

Enquanto a vítima era socorrida, o motorista do vereador deixou o local. Indignados, moradores jogaram pedras no carro. O GM Primas branco teve todos os vidros quebrados e lataria avariada. “A gente não sabe quem fez isso. Quando acordamos hoje encontros a carro dele daquele jeito, todo destruído”, disse a adolescente.

A Polícia Militar chegou ao local meia horas depois. “De acordo com informações da 26ª CIPM (Brotas)  policiais militares da unidade foram acionados a fim de atender ocorrência de agressão à mulher. Ao chegar ao local, a guarnição não encontrou a mulher agredida, e sim um homem que tentou defendê-la e uma criança, filho dele, ambos feridos”, disse a nota. A guarnição socorreu os dois para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde foram atendidos e liberados posteriormente.

O caso será registrado na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam).