Suspeito de matar cantor em Sergipe morre em confronto com a polícia na Bahia

Fonte: G1 Bahia

Suspeito foi identificado como Ricardo Brito dos Santos, de 35 anos. Ele estava no bairro de Itinga, em Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador.

Um homem suspeito de matar o cantor Givaldo Lima, conhecido como ‘Tuti Fred’, em Sergipe morreu em confronto com a Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (20), no bairro de Itinga, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. Ele foi identificado como Ricardo Brito dos Santos, de 35 anos.

“Ricardinho”, como também era conhecido, estava escondido em uma casa no final de linha de Itinga. Equipes da Polícia Civil da Bahia e de Sergipe realizaram uma ação conjunta para o cumprimento do mandado de prisão contra ele.

No momento da ação, o suspeito entrou em confronto com os agentes e baleado. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Com ele, foram apreendidos um revólver calibre 38 e munições.

Cantor Givaldo Lima, conhecido como ‘Tuti Fred’, foi encontrado morto em casa na capital sergipana — Foto: Reprodução/TV Sergipe

Segundo as investigações, Ricardo Brito, que atuava como traficante e possuía dois mandados de prisão em aberto, fugiu após o crime contra o idoso. Os dois mandados de prisão eram referentes a roubos a mão armada praticados na capital baiana. A polícia não divulgou quando esses crimes teriam ocorrido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com a Polícia Civil da Bahia, o suspeito também já foi considerado foragido da Delegacia de Alagoinhas, cidade que fica a cerca de 123 quilômetros de Salvador. Na época, ele havia sido preso suspeito de matar um Policial Militar lotado no município.

Além disso, a polícia baiana aponta Ricardo como autor de outro latrocínio ocorrido no município de Alagoinhas. O crime foi praticado em 22 de outubro de 2017 e teve como vítima um corretor de seguros.

Crime
O cantor Givaldo Lima, conhecido como “Tuti Fred”, era aposentado e foi encontrado morto em sua residência no dia 19 de julho de 2021.

Segundo a família da vítima, câmeras de segurança flagraram o cantor falando com Ricardo Brito na porta de casa. Esse mesmo homem teria ido até uma loja de material de construção, depois retornado à residência de Givaldo e, em seguida, levado o seu veículo.

Segundo as investigações, ele foi morto por asfixia mecânica. O suspeito teria estrangulado e esfaqueado a vítima, e fugido do local levando dinheiro, pertences e um veículo, que ainda não foi localizado.