Suspeito de mandar matar pediatra dentro de clínica na Bahia se apresenta

Fonte: Correio24horas

Ele tem mandado de prisão em aberto e ainda será ouvido

O homem suspeito de mandar matar o pediatra Julio César de Queiroz Teixeira, 44 anos, em uma clínica na cidade de Barra, no oeste baiano, se apresentou nesta sexta-feira (22) à polícia, segundo informações da 11ª Coordenadoria de Polícia Interior (Coorpin).

O crime aconteceu em 23 de setembro, quando Julio César fazia um atendimento na clínica. A esposa dele, que é enfermeira, presenciou a morte do marido.

Diego Santos Silva, 31 anos, teve a prisão decretada no início desse mês e era considerado foragido pela polícia. Ele ainda será ouvido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo a versão oficial da polícia, o médico teria assediado uma mulher e, por isso, o crime foi encomendado. A família de Julio César rejeita essa hipótese e também não acredita que Diego Silva seja o mandante, acreditando que ele tenha apenas intermediado o contato entre a pessoa que realmente encomendou o crime e os executores.

Até agora, foram presas quatro pessoas. Dois homens que são apontados como executores e um casal que ajudou sendo “olheiro”. Todos continuam presos.

A Polícia Civil diz que não vai comentar o caso até o inquérito ser concluído.