Super maconha é encontrada dentro de bagagem de passageiro em Feira

Fonte: Correio24horas

A droga foi localizada dentro do bagageiro do ônibus, com a ajuda dos cães farejadores Kora e Regis

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou 300 gramas de skunk, a super maconha, dentro da mala de um passageiro que viajava em um ônibus que seguia de São Paulo para Natal, no Rio Grande do Norte. O flagrante ocorreu durante uma fiscalização na altura do quilômetro 429 da BR 116, no trecho de Feira de Santana. O dono da bagagem onde a droga foi encontrada, um homem de 28 anos, que não teve a identidade divulgada, acabou preso.

A droga foi encontrada no bagageiro externo do ônibus, com a ajuda dos cães farejadores Kora e Regis. A super maconha estava enrolada em plástico e com uma mistura de naftalina utilizada para disfarçar o forte odor da droga e despistar policiais ou cães farejadores em caso de fiscalização. Questionado, o homem que reside em Boca da Mata (AL), relatou que é usuário e a droga seria para consumo próprio.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dada às circunstâncias, o passageiro foi preso em flagrante e encaminhados para a Delegacia de Polícia Judiciária, pelo crime previsto no art. 33 da Lei 11.343/2006 que tem pena prevista de 5 a 15 anos de prisão.

O skunk (gambá, em português) é uma droga produzida em laboratório feita através de vários cruzamentos de tipos de maconha, ela tem odor mais forte e chega a ser considerada como uma “super maconha”. Por ser feita a partir da própria maconha, essa droga possui os mesmos efeitos, porém potencializados: palidez, excitação, risos, depressão ou sonolência, aumento de apetite por doces, olhos avermelhados, dilatação das pupilas e alucinações.