Escritor Acajutibense se apresenta na Revolução Po­ética – Festival de Ideias

Fonte: Tribuna de Ribeirão

“A poesia deixou de ser uma linguagem só melodiosa ou romântica

A poesia como ferramenta de consciência crítica, arte, en­tretenimento e reflexão. Esses são alguns dos propósitos do projeto “Revolução Po­ética – Festival de Ideias” da Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, que se encerra no dia 27 de abril (terça-feira), das 19 às 23h.

No formato digi­tal, terá a participação de diversos ar­tistas e intelectuais ligados à poesia e a manifestações relacionadas ao fazer poético.

Além da participação do escritor acajutibense Ni Brisant (pseudônimo de Nivaldo Brito), estão confirmados nomes como Philip Fearnside, Leo Otero, Acade­mia Livre de Música e Arte (Alma), Tânia Alonso, Thais Foresto, Alexandre Ribei­ro, Manuela Salau Brasil, De Lucca Circus, Al­fredo Pena-Vega, Leser MC e Maria Adélia de Souza, entre outros.
Ni Brisant estará na atividade “Vozes Bússolas: Poesia como arte do risco” ao lado da Coletiva Sarau DisseMinas.

O evento será transmitido gratuitamente pela plataforma:

Pelo YouTube:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A poesia deixou de ser uma linguagem só melodiosa ou romântica. A poesia tem o poder de incitar a reflexão, de fazer com que as pessoas pensem sobre temas. É o ver­dadeiro poder da palavra, no caso, a palavra bonita”, explica.

O “Revolução Poética – Festi­val de Ideias” obteve o edital do Programa de Ação Cultu­ral (ProAC) Expresso Lei Al­dir Blanc (LAB) 40/2020.

Nivaldo Brito

Editor Selin Trovoar