Herzem Gusmão, prefeito de Vitória da Conquista, morre vítima do coronavírus

Fonte: Bahia.Ba

Político estava internado no Hospital Sírio Libanês desde dezembro do ano passado

O prefeito de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, Herzem Gusmão (MDB), morreu na noite desta quinta-feira (18) por complicações do novo coronavírus. Ele estava internado no Hospital Sírio Libanês desde dezembro do ano passado para tratar uma lesão pulmonar decorrente da Covid-19. Ele testou positivo para a doença em 7 de dezembro.

O óbito foi confirmado em nota divulgada nas redes sociais do político. De acordo com a publicação, as informações sobre o velório serão divulgadas pela Secretaria de Comunicação (Secom).

Herzem Gusmão era formado em Direito e tinha pós-graduação em Comunicação e Jornalismo pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb). Iniciou a carreira no rádio aos 20 anos. Suplente do então deputado Bruno Reis (DEM), assumiu o mandato em 2015, quando o democrata deixou a cadeira para ser secretário Municipal de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 2016, ele deixou o cargo na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) para assumir como prefeito em Vitória da Conquista, cidade onde nasceu. Na época, ele derrotou Zé Raimundo no segundo turno, com 57,68% dos votos.

Reeleito prefeito de Vitória da Conquista na eleição do ano passado, com 54% dos votos, Herzem Gusmão não chegou a atuar nenhum dia como gestor da cidade este ano por causa das complicações com a doença. Quem tomou posse e seguirá no cargo é a vice-prefeita, Sheila Lemos (DEM).